• Lucas Lima

Via Láctea

Texto publicado em nossa versão impressa Alta Mantiqueira - Alagoa.


Por Lilian Lima*





É difícil definir o que torna a Mantiqueira tão apaixonante. Para cada pessoa, uma resposta vai parecer mais coerente. Pessoalmente, entendo que a Mantiqueira torna meus problemas menores. Tenho a sensação de que ela altera a escala dos meus medos, faz com que eu perceba que nada está, de fato, sob controle.


Quando a gente tem oportunidade de observar estas montanhas tão maravilhosas, repletas de árvores imensas, recobertas de vidas até nas menores escalas, a gente começa a entender que os problemas podem ser redimensionados. Olhando a paisagem a gente vai, pouco a pouco, tomando consciência da nossa quase insignificância no planeta.


Ao mesmo tempo, o céu se esparrama na paisagem e, à noite, as estrelas são tantas que me causam certa vertigem. Como é possível a gente estar girando assim no espaço? Tento me apegar em algo e percebo que não existe nada a que eu me possa agarrar. E também entendo que nem faz mesmo muito sentido tentar se apegar em algo. Continuaremos a girar mesmo que a gente tente negar.


Quando a gente chega aqui na Mantiqueira, tem mesmo este choque: nossos problemas são ridículos diante da força da natureza. A gente se surpreende com as cores e as formas pelas quais a vida consegue se mostrar e, de quebra, percebe, olhando para o céu, o quanto o universo é infinito.


Toda essa experiência me deu humildade e perseverança. Ao mesmo tempo me encheu de sonhos e de novos projetos. Até chegar aqui, eu fazia parte daquele grupo de mais da metade da população mundial que nunca viu a Via Láctea. Hoje consigo identificar as estações do ano pela cor e posição do sol e sei que cada giro de translação e rotação da terra impacta no dia-a-dia de quem vive na roça.


Tem gente que procura a felicidade em muitas coisas. De minha parte, acho que a paz que a gente sente aqui, ao se reconhecer tão pequeno, nos ajuda, ao mesmo tempo, a nos percebermos livres e únicos. Temos que fazer valer a pena essa existência e a Mantiqueira é calma e cura. O ar dessas montanhas inspira sonhos grandiosos e renova nossas energias. A Mantiqueira nos dá a certeza de que somos quase nada nesse Universo, e não há lugar mais bonito e reconfortante para nos darmos conta disso.


* Lilian Lima está de mudança para Alagoa

39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo